O que o público consciente espera de um evento sustentável?

Você jé deve ter ouvido falar sobre consumo ou consumidor consciente: aquele que leva em conta além de questões como preço e marca, o meio ambiente, a saúde humana e animal, as relações justas de trabalho ao escolher os produtos que compra.

É uma parcela relativamente pequena da população. No entanto, alguns são influenciadores e formadores de opinião portanto é bem importante que os organizadores de eventos tenham no seu planejamento estratégias para agrada-los.

Separamos algumas das preocupações dessa exigente fração do público frequentador de eventos e algumas soluções para causar uma boa impressão.

Gestão de Resíduos

O lixo é um dos aspectos mais cruciais de sustentabilidade do evento. O público consciente estará atento e pronto para condenar algumas práticas: distribuição de flyers que serão jogados fora logo em seguida, geração de descartáveis principalmente plásticos de uso único e falta de coleta seletiva.

Evitar o uso desnecessário de papeis e plásticos é bem simples. Alinhar essa prática com os fornecedores é fundamental. Outra ação interessante é justamente incentivar o público a trazer sua caneca ou contratar serviços de aluguel ou compra de copos de baixo custo.

Sinalizar as lixeiras em frações é uma ótima estratégia para mostrar ao público que a sustentabilidade está no planejamento. O ideal é separar em três: recicláveis orgânicos e rejeitos, mas eventos de grande e médio porte com um super público que geralmente desconhece essa divisão pode separar apenas entre recicláveis e rejeitos. O termo “rejeito” ao invés de orgânico se dá por conta da destinação: os orgânicos podem ser reciclados no processo de compostagem e se transformar em adubo, os rejeitos vão para o aterro sanitário pois não há tecnologia para trazer esse material de volta para a cadeia produtiva.

O sistema de descarte também não está imune as exigências do consumidor consciente. Quem por um acaso passar perto das caçambas vai logo perceber que os organizadores não estão dando a destinação sustentável para seus resíduos. A solução aqui é implementar uma central de triagem, assim o material reciclável sai do evento direto para o fornecedor que recupera e envia esse material para a indústria.

Veja também: Quais são as melhores ações ambientais para engajar o público?

Diminuição e compensação dos Gases Efeito Estufa (GEEs)

A poluição do ar muitas vezes é inevitável, mas existem métodos para minimizar ou compensar esse impacto e ainda demonstrar essa preocupação com o público. Veja algumas ações de comunicação e planejamento:

  • Escolher um local de fácil acesso ao transporte público
  • Incentivar caronas
  • Optar por geradores de energia eficientes

Mesmo com muito esforço ainda assim é impossível realizar um evento que não emita GEEs. Mas a boa notícia aqui é que existe uma forma bem simples de compensar esse impacto ambiental: a neutralização de carbono.

Para ser um Evento Neutro os organizadores conscientes apoiam um projeto de desenvolvimento sustentável através de créditos de carbono.  Dessa forma, o evento recebe o Selo Evento Neutro que pode ser usado em suas comunicações, além do Certificado Evento Neutro, que comprova a neutralização de carbono realizada indicando a quantidade de emissão de CO2 gerada e a rastreabilidade do projeto ambiental incentivado.

Uso racional dos recursos naturais e fornecedores com boa reputação

O público consenciente vai estar atento as sinalizações do espaço para economia de água, papel e desperdício de alimentos. A escolha de fornecedores que façam uso racional de todos esses recursos vai evitar que a imagem do evento seja abalada por conta de práticas que podem ser criticadas. Na hora de escolher fornecedores vale optar pelos que tem certificados como extração sustentável de madeiras, sem crueldade com animais, orgânicos, etc.

Quer saber mais sobre eventos sustentáveis!? Veja quais são as 11 questões essenciais e conheça a Norma ISO 20121 de eventos sustentáveis.